O DISCURSO ADEQUADO (Portuguese Edition) por Renato Frota

O DISCURSO ADEQUADO (Portuguese Edition) por Renato Frota

Titulo del libro: O DISCURSO ADEQUADO (Portuguese Edition)

Autor: Renato Frota

Número de páginas: 39 páginas

Fecha de lanzamiento: October 7, 2012

Editor: BOOKESS.COM

O DISCURSO ADEQUADO (Portuguese Edition) de Renato Frota está disponible para descargar en formato PDF y EPUB. Aquí puedes acceder a millones de libros. Todos los libros disponibles para leer en línea y descargar sin necesidad de pagar más.

Renato Frota con O DISCURSO ADEQUADO (Portuguese Edition)

A cerca de três mil e quinhentos anos, caracterizada por ser rigidamente hierarquizada a partir de quatro castas, a sociedade indiana classifica o indivíduo pela hereditariedade e conforme o trabalho que exerce e não pela classe social e econômica a que pertence conforme o modelo ocidental.

Fundamentada em preceitos religiosos e ideológicos, no sistema de castas Indiano, os Sudras são os trabalhadores comuns que tem desejo pelas coisas corpóreas, os Vaixás são os comerciantes sequiosos por dinheiro, os Xátrias são os militares ansiosos por poder e os Brâmanes, os sacerdotes e intelectuais em sua eterna ânsia por conhecimento.

No sistema de castas indiano o indivíduo não pode trocar de castas e está fadado a permanecer na que nasceu durante toda sua vida, o que determina sua profissão, seu casamento e a forma de convívio social.

Para compreender o sistema de castas da índia sob a perspectiva ocidental, o autor traça um paralelo entre esse sistema e as quatro principais obras do filósofo grego Aristóteles.

A Poética, que versa sobre tudo o que é possível, tudo que vem da imaginação e que surge das sensações.

A Retórica, que versa sobre o verossímil, obra que trata da persuasão, de como uma pessoa pode convencer a outra, ou a si mesmo, através das palavras.

A Dialética, que versa sobre o provável, os opostos e contraditórios.

A Lógica que versa sobre o certo, a verdade final e indiscutível.

Com isso, se explicará que os Sudras, se apropriam do discurso poético, marcado pelo mundo das sensações e pela linguagem metafórica.

Os Vaixás o discurso retórico, pois para vender, recorrem a persuasão.

Os Xátrias utilizam o discurso dialético, pois, avaliam os prós e os contras, sempre postergando uma decisão sempre pensando em quem ganha e quem perde.

E por fim os Brâmanes, que dominam o discurso lógico, que por meio das provas admitidas, dão a palavra final.

Se observarmos à nossa volta, seja no ambiente de trabalho, no convívio social ou familiar, veremos que todos nós pertencemos à uma determinada casta e que jamais abandonamos o nosso anseio mais profundo, o discurso interno que desde sempre nos acompanha.